A Ryanair tem de readmitir 244 trabalhadores espanhóis - VIATURISTA A Ryanair tem de readmitir 244 trabalhadores espanhóis - VIATURISTA
A Ryanair tem de readmitir 244 trabalhadores espanhóis

A Ryanair tem de readmitir 244 trabalhadores espanhóis

79

A Ryanair está obrigada pelos Tribunais Espanhóis, a readmitir 224 trabalhadores de quatro bases operacionais, por “abuso de direito”, que a companhia irlandesa, pretendia suspender ou despedir, ao abrigo do Expediente de Regulación de Empleo (ERE), uma medida idêntica ao Layoff português.

Segundo noticia hoje o Hosteltur, a Ryanair vai ter de readmitir os trabalhadores, “nas mesmas condições e funções que desempenhavam e fazer no imediato, o pagamento dos salários, que aqueles trabalhadores deixaram de receber desde a extinção unilateral do contrato.

A Ryanair decidiu encerrar em 2019, as bases de Tenerife, Lanzarote, Gran Canária e Girona, estando a pensar deixar a base da Catalunha para estacionamento, se os trabalhadores daquela, aceitassem a alteração do contrato de trabalho permanente, para o regime de descontinuado.

Para além de outras conclusões, baseadas na argumentação da companhia, o Tribunal considerou que o procedimento, “esteve em todo o momento presidido, por uma evidente “má fé” por parte da companhia, decidida a encerrar as bases das ilhas canárias e a transformar a base de Girona, num parque de estacionamento para os aviões”, desconsiderando as tentativas dos sindicatos, como impõe a lei, “por ter ficado claro, que em nenhum momento teve a intenção de negociar”.

Share this:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.