JN North Festival de 26 a 28 Maio na Alfândega do Porto - VIATURISTA JN North Festival de 26 a 28 Maio na Alfândega do Porto - VIATURISTA
JN North Festival de 26 a 28 Maio na Alfândega do Porto

JN North Festival de 26 a 28 Maio na Alfândega do Porto

315

O JN North Festival, agendado para o fim de semana de 26 a 28 de Maio na Alfândega do Porto, já divulgou o cartaz, com destaque para os Ornatos Violeta, Don Diablo, Robin Schulz, The Jesus and Mary Chain e The Waterboys, os headliners do evento. O bilhete diário tem o custo de 50 euros e o passe geral 90 euros.

A Vibes & Beats, entidade organizadora do festival, já divulgou o cartaz para a edição de três dias. O JN North Festival, que decorre de 26 a 28 de maio, na cidade Invicta, vai contar com um dia dedicado ao rock nacional, seguindo-se um segundo dia de “homenagem” aos maiores DJ’s da atualidade, culminando numa “viagem além-fronteiras”, com a presença de vários nomes internacionais.

Rock nacional recebe festivaleiros no primeiro dia de evento

A banda portuense Ornatos Violeta, responsável pelos êxitos “Ouvi Dizer” (1999), “Chaga” (1999) ou “Devagar” (2011), é cabeça de cartaz no primeiro dia de evento. O grupo escolheu o palco da Alfândega do Porto para assinalar o seu regresso e celebrar os 30 anos da formação da banda, num concerto que será “uma festa bonita cheia de amigos, com as emoções à flor da pele”. Este primeiro dia do JN North Festival irá contar, ainda, com a presença dos Linda Martini. André Henriques, Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes, vão, assim, apresentar os novos temas do seu mais recente álbum “ERRÔR”, lançado no início deste ano, do qual fazem parte músicas como “Eu Nem Vi”, “Rádio Comercial”, “Super Fixe” ou “Horário de Verão”.

O quarteto PAUS também vão receber os festivaleiros naquele que é o dia de arranque do evento. A banda, que já conta com uma década de existência e com cinco álbuns na sua discografia, irá fazer ecoar alguns dos seus maiores êxitos como “DEIXA-ME SER” (2011), “Pela Boca” (2016) ou “Era Matá-lo” (2016). Já a banda de culto portuense, ZEN, junta-se a esta celebração, para recordar o álbum de estreia que marcou o seu percurso: “The Privilege of Making the Wrong Choice”. Para o primeiro dia de festival estão ainda confirmados Paraguaii – que lançou, no ano passo, o quinto álbum da sua discografia, “Propeller” –, assim como Pedro da Linha, S. Pedro e Riot.

Don Diablo e Robin Schulz fazem “vibrar” a cidade Invicta

Diretamente do mainstage do Tomorrowland para o palco com vista privilegiada para o rio Douro chega Don Diablo. O produtor musical holandês, eleito o sétimo melhor DJ do mundo pela DJ MAG Top 100, vai fazer vibrar as artérias principais do coração da Invicta com muitos dos seus êxitos, incluindo o seu mais recente single, “Gotta Let U Go” (2022). A Don Diablo junta-se Robin Schulz. O DJ e produtor, considerado o artista alemão com a carreira de maior sucesso além-fronteiras da última década, é conhecido mundialmente pelos temas “Waves” (2014), “Sugar” (2015) ou “Prayer in C” (2014)”. Só este ano, Robin Schulz já lançou quatro singles – “Talamanca”, “redruM”, “The Motto” e “In Your Arms” – que irão ouvir-se no segundo dia do JN North Festival.

Também no dia 27 de maio irá atuar na Alfândega do Porto, a “mulher do Norte” que destruiu estigmas no rap nacional: Capicua. “Gaudí”, “Planetário” ou “Passiflora”, são alguns dos temas do quinto álbum da sua discografia “Madrepérola” (2020), que vão ser celebrados no concerto único da “rapper militante”. Os festivaleiros que marquem presença neste segundo dia de festival terão, ainda, a oportunidade de ouvir “uma das maiores promessas da música portuguesa”, Domingues, responsável pelos singles “Romance de Cinema” (2020), “Fica” (2020) e “Café em Paris” (2019). Também o artista português T-Rex, que acaba de lançar o tema “PRA MIM”, e Cassete Pirata, grupo musical composto por “cinco amigos unidos pelo jazz”, integram o lineup deste dia, que contará, ainda, com as atuações de Throes + The Shine, Mark Vedo, Zanova e Peace Maker!.

Da Escócia para o Porto: The Jesus and Mary Chain e The Waterboys

“Damage and Joy” (2022) é o nome do mais recente álbum na discografia de The Jesus and Mary Chain. A banda de rock escocesa, formada em 1984 pelos irmãos Jim Reid e William Reid, é cabeça de cartaz do último dia do JN North Festival, promete levar os festivaleiros numa “viagem” inesquecível pelos seus êxitos intemporais como “Just Like Honey” (1985), “April Skies” (1987). Também da Escócia chegam os The Waterboys. O grupo conhecido pela sua mistura única de música celta, gospel e country irá recordar alguns dos seus maiores sucessos como “A Girl Called Johnny” (1983), “The Whole of the Moon” (1985), “Fisherman’s Blues” (1988) ou “How Long Will I Love You” (1990).

O terceiro dia de festival, 28 de maio, irá contar, ainda, com uma celebração muito especial da banda que marcou a história do rock português: o Grupo Novo Rock, mais conhecido como GNR. A banda composta por Rui Reininho, Tóli César Machado e Jorge Romão irá assinalar os 40 anos de carreira no palco do JN North Festival, com alguns dos seus maiores clássicos. Esta atuação será precedida pelo Conjunto Cuca Monga, grupo musical que reúne artistas como Capitão Fausto, Ganso, Luís Severo, Rapaz Ego, Zarco. O cartaz deste último dia fica também marcado pela presença dos Keep Razors Sharp, o quarteto de rock alternativo português que lançou, no final do ano passado, o single “Shine a Light”. Para fechar o cartaz desta edição única de três dias, os festivaleiros terão a oportunidade de ver e ouvir Moullinex & Xinobi e DJ Vibe.

Para além da programação do palco principal, a Vibes & Beats irá desvendar, muito brevemente, as atividades paralelas que compõem o festival. Os bilhetes para o JN North Festival, que decorre entre 26 e 28 de maio, na Alfândega do Porto, estão disponíveis nos locais habituais.

Share this:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.