Taxas de ocupação na hotelaria do algarve em Agosto - VIATURISTA
Home » HOTELARIA » Hotéis & Resorts » Taxas de ocupação na hotelaria do algarve em Agosto
Taxas de ocupação na hotelaria do algarve em Agosto
A hotelaria do Algarve registou em Agosto, uma taxa de ocupação de 60,5%

Taxas de ocupação na hotelaria do algarve em Agosto

A hotelaria do Algarve teve um mês de Agosto, com uma baixa nas taxas de ocupação, na ordem dos 35%, o que se está a refletir no mercado de trabalho e na economia regional.

Segundo dados provisórios divulgados pela AHETA, o setor hoteleiro do Algarve registou no mês de Agosto, uma taxa de ocupação global média/quarto foi 60,5%, 35,0% abaixo do valor registado em 2019.

O mercado britânico foi o que mais contribuiu para a descida verificada (-18,4pp), seguido pelo irlandês (‑4,2%), francês (-2,8pp) e pelo alemão (-2,6%).

O mercado nacional foi o único a subir, (+6,4pp), tendo representado 67,7% do total das dormidas.

O volume de vendas apresentou uma descida face ao mesmo mês do ano anterior de 36,5%.

Em valores acumulados, a ocupação cama regista uma descida média de -58,1% desde Janeiro e o volume de vendas uma descida de -56,8%.

Para a AHETA, os resultados do mês de Agosto foram influenciados pelo aumento da procura do mercado britânico de 3,5pp face ao mês de julho, no seguimento da abertura do corredor aéreo em 20 de agosto entre o Reino Unido e o algarve;

Pelo aumento da procura por parte do mercado interno face ao período homólogo, uma vez que os nacionais concentraram a procura neste mês atendendo à existência de mais oferta disponível e a preços mais acessíveis, em prejuízo da procura nos meses de Julho e Setembro.

Facebooktwitterlinkedinrssyoutube

About REDAÇÃO

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Hotelaria do Algarve regista queda de 60,2% em Julho

Hotelaria do Algarve regista queda de 60,2% em Julho

O Turismo do Algarve, enfrenta a maior crise da sua história, provocada pelo efeito pandémico e agravada pela decisão do Governo Inglês, o principal mercado para a região.