Turismo europeu pode perder até 10 milhões de empregos - VIATURISTA Turismo europeu pode perder até 10 milhões de empregos - VIATURISTA

Turismo europeu pode perder até 10 milhões de empregos

64

A atividade económica caiu e todas as evidências apontam para uma perigosa desaceleração, com o setor de turismo e viagens a ser particularmente atingido. A European Travel Commission (ETC), entidade europeia de turismo, considera que estão em jogo milhões de empregos, com milhares de pequenas e médias empresas (PMEs), em risco de fechar portas.

O apoio ao turismo deve ser uma prioridade na resposta a crise, com planos de recuperação e implementação de ações pelas economias afetadas, visando a mitigação das consequências, que vão afetar muito seriamente a economia dos países mais dependentes do setor.

A European Travel Commission (ETC), estima que o setor do turismo europeu necessite de 375 mil milhões de euros, para restabelecer as suas operações e recuperar da crise gerada pela covid-19.

Segundo Eduardo Santander diretor executivo da ETC em declarações à agência Lusa, o turismo europeu está praticamente paralisado, devido às medidas restritivas que tiveram de ser implementadas para conter a invasão pandémica.

“Desde as empresas de cruzeiros, passando por outros operadores e, em particular, pelas companhias aéreas, todos têm enormes perdas, com quedas entre 45% para as transportadoras aéreas, que fazem alguns outros serviços além de passageiros, e os 70% para hotéis e restaurantes”, afirma aquele responsável, destacando por exemplo, que em Portugal e Espanha, “há agregados familiares que dependem do turismo, de forma direta ou indireta”.

Aludindo aos dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo, Santander afirma que “podem estar em causa perdas de 10 milhões de postos de trabalho na Europa” adiantando que os mais afetados, vão ser “os países onde o PIB está mais dependente do turismo, como é o caso da Grécia, Portugal, Espanha e Itália”.

O levantamento faseado das restrições nas viagens dentro da Europa, é uma forma de “recuperar a imagem do turismo europeu, restabelecer a procura e a confiança dos futuros visitantes”, defende o atual diretor executivo da European Travel Commission (ETC).

A European Travel Commission (ETC), que teve Portugal como membro fundador em 1948, é uma entidade com apoio direto da Comissão Europeia para as politicas de turismo.

C.S. / Viaturista

Share this:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.